Institucional

PCH Engº Ubirajara Machado de Moraes (Véu das Noivas)

Exemplo na construção de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) no Brasil

Na década de 1980, a DMED sentiu que havia a necessidade de aumentar a produção de energia na cidade e realizou estudos para o aproveitamento das quedas do Rio das Antas, no local onde se encontra a cascata Véu das Noivas.

Iniciaram, então, os estudos para a construção de uma nova Usina Hidrelétrica. Em 27 de janeiro de 1984, foi publicada a portaria nº 27 da concessão das Águas e Eletricidade do DNAEE (Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica) aprovando o projeto da PCH Véu das Noivas e autorizando a sua construção.

Juntamente com a construção da central, a Eletrobrás elaborou o Manual de Pequenas Centrais Hidrelétricas, tendo como modelo a PCH Ubirajara Machado de Moraes.

No dia 19 de Outubro de 1985 foi inaugurada a Pequena Central Hidrelétrica Engº Ubirajara Machado de Moraes (PCH Véu das Noivas).

A PCH Véu das Noivas, como é popularmente conhecida, tem potência nominal de 1000kVA / 900kW. A vazão nominal é de 3,5m³/s e a queda bruta nominal é de 30,93m.

Quem foi o Engenheiro Ubirajara Machado de Moraes?

Engenheiro eletricista e professor da Escola Federal de Engenharia de Itajubá - EFEI. Com grande poder de comunicação e dedicação aos problemas da eletricidade, colaborou com a DMED nos projetos de suas PCHs e no planejamento e operação de suas redes de distribuição.

10/07/1953 - † 20/10/1981

 

Quem Somos

As empresas do Grupo DME são: empresas públicas, ou seja, capital 100 % público; constituídas sob a forma de sociedade anônima, pois esta é a única forma societária que permite às empresas terem somente um acionista; e de capital fechado, ou seja, não poderão negociar seus valores mobiliários no mercado, constituídas nos termos da Lei Complementar Municipal n.º 111, de 26/03/2010.

 

Links

Boletim DME

Redes Sociais